Como acabar com lagartas no pé de maracujá: 3 formas

Quer aprender uma forma prática de como acabar com lagartas no pé de maracujá? Pois saiba que, no Brasil, o maracujazeiro, uma planta de origem tropical, encontra condições ótimas para cultivo. 

Uma vez que ele suporta condições climáticas adversas, e ainda assim conta com boa produtividade. No entanto, o pomar de maracujás pode sofrer com o ataque de lagartas, como, por exemplo, a Dione juno juno.

O que este artigo aborda:

Como acabar com lagartas no pé de maracujá Como acabar com lagartas no pé de maracujá
Pin It

Fonte da imagem: Pexels

Por que acabar com as lagartas no pé de maracujá?

Antes de mais nada, saiba que a Dione juno juno alcança 1,5 mm de comprimento na fase inicial. Sendo assim, estamos falando de uma lagarta com espinhos no corpo e coloração amarelo-escura. Dessa maneira, quando mais desenvolvida, ela pode chegar a 35 mm de comprimento e sua cor escurece um pouco mais. 

Além de diminuir a área foliar do maracujazeiro, a lagarta dificulta o desenvolvimento da planta, o que acaba prejudicando a produção de maracujás. Bem como a praga pode fazer com que as plantas mais jovens morram, causando sua desfolhagem total.

Já entre os meses de abril e agosto, nosso período de estiagem, os produtores de maracujá precisam redobrar os cuidados. Uma vez que a incidência da lagarta do maracujá aumenta. Sendo assim, em casos mais graves e pomares maiores, o controle químico é o mais indicado. 

Como acabar com lagartas no pé de maracujá?

Normalmente, são usados produtos à base de clorfenapir e cloridrato de cartape para acabar com as lagartas. Mas tanto a dosagem, modo de aplicação e também o período de carência precisam ser prescritos por um engenheiro agrônomo.

Já alguns produtores preferem realizar o controle biológico, usando inseticidas à base de Bacillus thuringiensis. Dessa maneira, as aplicações precisam ser realizadas semanalmente, contando com 300 a 600 1itros por hectare de calda. 

Enquanto em pomares menores, o ideal é usar repelentes naturais, feitos com 1 quilo de cebola para 10 litros de água. Lembrando que essa mistura precisa descansar por dez dias antes de realizar sua aplicação nos maracujazeiros. Bem como a proporção deve ser 1 litro da solução para cada 3 litros de água, feitas em aplicações semanais.

Além dessa opção de repelente natural, o “leite” extraído da mandioca (manipueira) é também bastante eficiente para controle da lagarta. Em suma, basta misturar uma parte do suco leitoso com uma parte de água, e acrescentar mais 1% de açúcar. As aplicações precisam ser feitas a cada 14 dias. 

Por fim, o óleo de Nim, que você encontra em casas de produtos naturais, também é um ótimo agente de combate à lagarta do maracujá, especialmente em produções caseiras.

Qual veneno é bom para matar lagarta?

Vale destacar que o Forth Mata Lagarta é um inseticida muito eficiente para o combate a infestação de lagartas em plantas, hortas, jardins e também pomares. 

Uma vez que ele é composto por uma substância chamada de deltametrina, que age através de contato e ingestão. Assim, eliminando as lagartas indesejadas, apresentando tempo esperado de ação de cerca de em 24 horas.

Para saber mais sobre como acabar com lagartas no pé de maracujá, veja o vídeo do canal Anderson santos.

Portal Útil

Portal Útil

Estamos sempre em busca de assuntos para escrever artigos e guias para direcionar os nossos leitores à solução de um problema cotidiano.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O que achou do nosso texto "Como acabar com lagartas no pé de maracujá: 3 formas"? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão abaixo.