Onde investir meu dinheiro? 4 dicas

Com o desenvolvimento da tecnologia, todos somos capazes de adquirir conhecimento na internet, basta ter dedicação e força de vontade. Há 30 anos, caso você quisesse estudar sobre investimento, seria necessário separar uma biografia, encontrar esses livros e depois ainda separar um tempo para ler toda essa pilha.

Atualmente, todo esse conhecimento está na palma da nossa mão, isto é, nos smartphones. A partir de uma pequena pesquisa, nós já temos uma infinidade de artigos, vídeos e muito mais ao nosso alcance de forma gratuita.

Portanto, se você deseja aprender sobre investimentos e como começar do zero, leia o texto abaixo, pois aqui separamos algumas dicas valiosas para que você inicie a sua vida no mercado.

O que este artigo aborda:

Onde começar a investir meu dinheiro Onde começar a investir meu dinheiro
Pin It

Fonte da imagem: Pexels

O que devemos saber antes de investir?

Primeiramente, os investidores devem ter bem claro na sua mente quais os motivos de entrar nessa área.

Visto que você leu até aqui e está pesquisando sobre investimentos, é provável que já tenha essa resposta muito bem definida.

Como este artigo visa ajudar os iniciantes, podemos falar que investir é uma forma de conquistar objetivos, sejam eles quais forem.

Em segundo lugar, devemos saber que investir sempre envolve riscos. Para isso, também existem estudos e você pode até mesmo investigar qual o seu perfil. Qualquer pessoa pode se enquadrar em um perfil mais conservador ou ousado.

Portanto, estude, se prepare mentalmente e financeiramente para saber bem qual tipo de investimento você vai fazer, quais serão suas estratégias e de quanto será o seu aporte.

Não se esqueça de sempre deixar todas as ações que forem feitas anotadas, pois a organização é a base do sucesso.

O que significa renda fixa e renda variável?

Bom, os próprios nomes que compõem o termo já nos dão alguma ideia do que pode ser a renda fixa e a renda variável, no entanto, é importante estar atento para não se enganar.

A renda fixa é uma renda estável, sendo assim, possui um risco muito menor do que os investimentos de renda variável.

Um bom exemplo de investimento de renda fixa é a poupança. Na poupança, nós podemos saber o quanto nosso dinheiro está rendendo e isso nos dá certa estabilidade de investimento.

A renda variável, por sua vez, é imprevisível e pode oscilar por diferentes fatores. Crises políticas, crises dentro do mercado e até mesmo crises na saúde, como a pandemia de covid-19, mudam drasticamente o cenário dos investimentos de renda variável.

Dentre os aspectos positivos dos investimentos de renda variável, podemos citar os altos ganhos que podem ser alcançados.

O mercado de criptomoedas, por exemplo, possui grande volatilidade. Apesar do alto risco de prejuízo, muitos investidores conseguem grandes margens de lucro.

Onde começar a investir meu dinheiro?

Agora que você já se organizou financeiramente, traçou objetivos e possui toda uma organização para iniciar seus investimentos, chegou a hora de conhecer os principais tipos e como eles funcionam.

1. Ações de empresa

Esse tipo de investimento é bem famoso e provavelmente você conhece ou já ouviu falar de alguém que investe no mercado de ações.

Sendo um investimento de renda variável, é um dos investimentos mais populares do Brasil. Esse mercado é acessível, e você pode começar a negociar a partir do site oficial da Bolsa de Valores.

Ao comprar as ações de alguma empresa, você está adquirindo uma parte, ou melhor dizendo, uma fração dos seus negócios.

Sendo assim, no momento em que a empresa em que você investiu passar por uma valorização de mercado, as suas ações sobem de valor e você obtém lucro.

2. Tesouro Direto

Também conhecido como um dos principais investimentos de renda fixa atualmente, o Tesouro Direto pertence ao Governo Federal.

Esse programa visa possibilitar que pessoas físicas adquiram papéis do Governo Federal de forma digital.

Existem cinco tipos de títulos públicos, são eles: o Tesouro Selic, Tesouro Prefixado, Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, Tesouro IPCA+ e, por fim, o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais.

Um dos grandes atrativos do Tesouro Direto é a sua fácil adesão, permitindo investimentos a partir de R$ 30.

Para simplificar tudo isso e não nos estendermos demais, podemos dizer que, nessa modalidade, o investidor age como se estivesse emprestando dinheiro ao governo e depois recebe de volta com certa margem de lucro.

3. Investimentos cambiais

O investimento em fundos cambiais também é bastante conhecido, afinal, quem nunca ouviu falar na alta ou na baixa do dólar?

É essa oscilação nos preços das moedas que atrai investidores para esse mercado.

Esse investimento é considerado de renda variável e de grande risco, afinal, todos os dias as moedas possuem alterações em seu valor.

Do mesmo jeito que o mercado de ações, tanto crises políticas quanto crises na saúde podem influenciar no valor da moeda.

Por esse motivo, o investidor deve conhecer bem esse mercado. Analisar e prever quedas faz parte do dia a dia do investidor.

4. Mercado de criptomoedas

O mercado de criptomoedas cresceu exponencialmente nos últimos anos e atrai investidores de todo o planeta.

Criptomoedas são moedas digitais, ou seja, só existem virtualmente, e não estão atreladas a nenhum governo.

Portanto, elas são diferentes das moedas tradicionais, que usamos diariamente, como o dólar, real e o euro. Por esse motivo, uma das suas principais vantagens são as transações independentes de órgãos federais ou instituições bancárias.

A volatilidade do mercado cripto gera grandes lucros e prejuízos que podem ser alcançados dentro de poucas horas. Esse fator pode assustar como também pode atrair muitas pessoas — vai depender do perfil de cada uma.

Para comprar criptomoedas, o investidor pode abrir uma conta em uma corretora especializada — essa é a forma mais segura e indicada para iniciantes.

Outra forma seria negociar diretamente com outro investidor do mercado cripto. Essa modalidade se chama peer-to-peer. Dessa forma, os dois negociam o valor e a quantidade de moedas virtuais.

Muitas pessoas preferem a negociação peer-to-peer por conta de não ter taxa e conseguir negociar preços melhores, no entanto, você deve estar atento para não cair em golpes.

Para saber mais sobre onde começar a investir meu dinheiro, veja o vídeo do canal O Primo Rico.

Portal Útil

Portal Útil

Estamos sempre em busca de assuntos para escrever artigos e guias para direcionar os nossos leitores à solução de um problema cotidiano.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O que achou do nosso texto "Onde investir meu dinheiro? 4 dicas"? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão abaixo.