Como tratar leptospirose em cachorro

Saber quais são os sintomas de leptospirose em cachorro pode ser uma dúvida muito frequente entre tutores de cães e como tratar leptospirose em cachorro.

Por este motivo, ao longo deste artigo, vamos falar sobre essa doença infectocontagiosa que também tem potencial para contaminar bois, vacas, cavalos, e até mesmo humanos. 

Essa doença deve ser observada para que o tratamento possa ser iniciado o mais rápido possível e garantir mais qualidade de vida e uma recuperação em tempo hábil.

E para saber ainda mais sobre esta enfermidade e quais são seus principais sintomas, fique com a gente.

O que este artigo aborda:

Como tratar leptospirose em cachorro Como tratar leptospirose em cachorro
Pin It

Fonte da imagem: Unsplash

O que é a leptospirose?

Trata-se de uma doença infecciosa febril e aguda cuja contaminação ocorre por meio da urina de animais infectados pela bactéria ‘Leptospira’, mais conhecida por afetar ratos.

Por isso, os roedores são os principais hospedeiros da Leptospirose, patologia que se instala por meio da penetração na pele que esteja com cortes ou lesões que permite a contaminação.

Mas há outras situações que facilitam que isso aconteça como:

  • Contato com água parada ou contaminada;
  • Contato com enchentes;
  • Má higiene do espaço em que vive;
  • Grande concentração dos roedores próximo ao local onde vive.

Caso o seu cão tenha tido relação com essas situações de risco, é muito importante se atentar aos possíveis sinais para não haver negligência no atendimento veterinário, que deve ser realizado o mais rápido possível para evitar complicações clínicas.

Leptospirose dá em cachorro?

Sim, a leptospirose é uma doença que pode infectar cachorros, assim como outros animais e até mesmo humanos que tenham contato com urina, água ou mucosas contaminadas pela bactéria. 

A Leptospirose canina, pode afetar diferentes órgãos dos cães, no entanto, a gravidade da doença pode mudar de um cachorro para o outro, pois depende como o organismo de cada cão irá responder.

Por isso, é muito importante cuidar da higiene do local que o seu cachorro vive, se não há presença de ratos, água contaminada, contato com saliva contaminada e entre outros fatores que facilitam a penetração da doença em seu cachorro.

Além desses cuidados, é importante olhar bem o comportamento e a disposição do cão.

Quais são os sintomas de leptospirose em cachorro?

Para identificar sintomas de leptospirose em cachorro, é essencial observar o comportamento e se o cão está tendo manifestações que fogem da normalidade e por isso, separamos alguns sintomas que são referentes à Leptospirose em cães.

Confira os principais sinais:

  • Febre;
  • Falta de apetite;
  • Fraqueza;
  • Dor;
  • Diarreia;
  • Desidratação;
  • Vômitos;
  • Urina escura;
  • Úlceras bucais.

Esses sintomas devem chamar à sua atenção para a saúde do seu amigo de quatro patas.

Por isso, não deixe de levá-lo para um hospital veterinário para que lá ele tenha o diagnóstico certeiro de Leptospirose Canina ou não.

Como tratar leptospirose em cachorro

Cuidando da saúde do seu cachorro, também é uma maneira de proteger a sua. Pois, se  ele estiver contaminado, também há chances de passar para você.

Sendo assim, é indispensável promover cuidados e medicamentos com orientações médicas para o cão.

Após identificar a doença, é hora de focar no tratamento, já que sua duração depende do estado do cachorro.

Mas um dos medicamentos usados durante o tratamento são os antibióticos que combatem os sintomas e a bactéria causadora da doença.

Medicamentos que você pode encontrar na DrogaVET, pois manipulamos todos os remédios específicos para o tratamento de Leptospirose.

Mas vale lembrar que é sempre preciso orientação veterinária para o uso.

Como evitar a leptospirose em cães?

A Leptospirose é mais comum em tempos mais chuvosos pelo fato de ter enchentes, com as casas sendo invadidas por águas contaminadas pela urina de ratos.

Sendo assim, mais pessoas e animais têm contato com a bactéria causadora. Para saber como evitar que o seu pet seja contaminado, saiba quais são as medidas cabíveis a serem tomadas.

  • Vigie se o seu cachorro está tendo contato com ratos;
  • Mantenha o espaço em que o cachorro vive limpo e devidamente higienizado;
  • Evite deixar água e reação exposta;
  • Não o deixe ter contato com enchentes.

Essas ações são simples de serem executadas durante o seu dia, mas podem evitar que o seu cachorro contraia a Leptospirose Canina e ofereça danos à saúde ou até mesmo passar a doença para você e pessoas que vivem em sua casa.

Caso seu doguinho tenha contraído a doença, conte com a gente da DrogaVET. Somos a maior rede de farmácias de manipulação de medicamentos veterinários do país e temos remédios manipulados para tratar diferentes enfermidades.

Compartilhe:

Portal Útil

Portal Útil

Estamos sempre em busca de assuntos para escrever artigos e guias para direcionar os nossos leitores à solução de um problema cotidiano.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O que achou do nosso texto "Como tratar leptospirose em cachorro"? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão abaixo.